É sua primeira vez por aqui? Entenda o blog: No dia 13/08/2010 eu criei este blog apenas para programar a minha viagem para a Itália... Ele cresceu muito, fiz muitos amigos e virou uma fonte de informações para muitas pessoas. Para melhor compreensão, ele foi dividido em três partes: 1) as pesquisas sobre cada cidade, atrações turísticas, gastos,... e o marcador que eu adoro: Entrando no clima, onde experimentei receitas, filmes, livros,... 2) A montagem do meu roteiro passo a passo: todos os dias estão na guia ROTEIRO FINAL; 3) O relato completo da minha viagem - todos os dias - com informações, dicas, gastos totais... etc. Estão na guia MINHA VIAGEM. Entre... o blog é seu!!! Aqui você vai encontrar informações sobre as cidades que eu visitei: Milão, Lago di Como, Turim, Verona, Pádova, Vicenza, Veneza, Florença, Pisa, Lucca, San Gimignano, Siena, Arezzo, Cortona, Cinque Terre, Assis, Roma, Pompéia, Capri, Sorrento, Positano e Nápoles... Este projeto foi finalizado pois estou com outro agora: http://www.toindoparaafranca.blogspot.com/ - mas entrarei aqui uma vez por semana para responder comentários, perguntas, etc... BOA VIAGEM À ITÁLIA!!!

domingo, 29 de agosto de 2010

Pegar um trem na Itália - Medo???

Boa tarde pessoal,
Este é um tópico importante: as viagens de trem pelas cidades da Itália... Pesquisei muito e decidi reunir todas as dicas e passo-a-passo para conseguir comprar e embarcar em um trem italiano. No final do post, indico onde consegui as informações... Respirem - porque é um pouco complicado -, peguem um papel e caneta e vem comigo:

TRENS - Sinônimo de tranporte na Itália, eles são o melhor meio de percorrer as cidades italianas e, normalmente, o mais barato. A rede ferroviária mais famosa é a Trenitalia. No site, você pode ver os horários de partidas, ver sua rota e até comprar bilhetes com seu cartão internacional. Vi em alguns sites que é muito difícil conseguir comprar a passagem pelo site - às vezes você consegue na primeira, mas pode ser que demore muito e, ainda, não dê certo.

Há diferentes tipos de trens na Itália: os comuns, os que param também nas pequenas estações e os de alta velocidade. Nesta última categoria estão o Intercity, o Eurocity, ou o EuroStar, nos quais a reserva é obrigatória.

Os tipos de trens:

Frecia Rossa - alta velocidade: o mais moderno e veloz... novinho em folha. Diretamente proporcional em relação ao preço: é o mais caro. Os bilhetes já vem com o lugar reservado.

EuroStar - É o segundo, em relação a velocidade e fatores moderno. Mas, a passagem ainda é alta.

Intercity - É o preço "médio". Veloz, com tarifas intermediárias. Você tem a opção de reservar o seu assento - recomendável - senão, você poderá viajar no corredor ou em pé, pois o número de passageiros é grande. Há a opção do Intercity Noturno. A diferença é que ele viaja durante à noite e há a opção de reserva de cabines com cama (reservar neste caso é altamente recomendável).

Regionale - Viajam entre as Regiones (Estados) da Itália. Lentos e econômicos, não percorrem grandes distâncias.

Os trens locais e inter-regionais comuns na Itália estão freqüentemente atrasados e não são particularmente rápidos, mas atendem bem às necessidades daqueles que não estão com pressa ou que não querem gastar muito, uma vez que as passagens custam metade do preço daquelas dos trens de alta velocidade.

Agora, como funciona o processo?
Pelo que encontrei, chegando na estação, você possui duas formas de comprar sua passagem: no guichê ou nas máquinas self-service (estas possuem a opção de idioma em Português). Nas máquinas você pode calcular seu roteiro, verificar valores... etc... Bem, então você escolhe a cidade onde deseja ir, o horário, quantidade e a forma de pagamento. Após essas transações, aparecerá na tela da máquina o NÚMERO e o HORÁRIO DO TREM. Anote esses dados a caneta no seu bilhete, assim que ele for impresso.

Lembre-se: Partenza: origem / Arrivo: destino / via: por quais cidades o trem passará / Carrozza: vagão / Binário: plataforma;

Este tipo de bilhete que estamos falando - Regionale - não possui númeiro e nem horário de partida porque ele pode ser utilizado em qualquer horário, em até 6 horas depois de convalidado (já vamos ver o que é isso). Nos outros trens - como o Eurostar - já vem impresso o número, horário, etc...

Bem, após você estar com o bilhete em mãos, vem a segunda parte da jornada: encontrar o seu binário (plataforma) de saída. Para descobrir, procure os cartazes de Partenze ou nos Visores (quadros eletrônicos de partidas) que existem na estação. Procure pelo nr. do trem e pelo horário, que o número do binário estará ao lado.

Após comprar o bilhete, econtrar o binário vem a parte de suma importância: CONVALIDAR SEU BILHETE. Existem vária máquinas pequenas e amarelas com a expressão CONVALIDA pela estação. Basta inserir o bilhete e ele imprime o horário, data e estação em que você está. ATENÇAO: Se você não fizer isso, os agentes dentro do trem podem pedir para verificar seu bilhete e, se não estiver convalidado, você poderá pagar uma multa de 117 a 300 euros, mais detenção.

E... BOA VIAGEM...

BOAS DICAS:
- Se você quiser comprar seu bilhete pela internet, aqui está um ótimo passo-a-passo do blog Brasil na Itália: http://www.brasilnaitalia.net/2009/01/como-entender-o-site-da-trenitalia.html , inclusive com as telas do site. Muito bom!
- Para ver suas rotas, lembre-se do nome das cidades em italiano - Florença: Firenze - Veneza: Venezia - Milão: Milano ...
- Cuidado: às vezes, podem trocar o trem de binário (plataforma). Para informar, eles avisam pelo sistema de som. Verifique também os painéis para ver se houve alterações. Preste atenção também na movimentação das pessoas...
- No Eurostar, o assento já vem marcado;
- No Intercity, você pode reservar o lugar por um adicional e 3 euros;
- Cuidado com furtos no interior do trem, principalmente se você for viajar à noite;
- Viajar de segundo classe - pelo o que eu li em vários relatos - é tranquilo;
- Dizem que o site do Trenitalia, as compras de bilhete são reservadas somente para quem mora na Itália, ou seja, quem mora no Brasil, com cartão de crédito daqui, não consegue, por isso que às vezes dá vários erros no site quando se tenta realizar a compra... Masss... vi várias pessoas que conseguiram, então não custa tentar...
- Não se esqueça que seu trem pode fazer escalas ou trocas em outras cidades...
- Às vezes, comprar a passagem na hora tem suas compensações: existem trajetos que o site da Trenitalia não mostra que são mais baratos para chegar ao seu destino;
- Se você não for comprar suas passagens on-line, entre no site do Trenitalia, faça a simulação da sua rota e leve impresso os horários, valor da passagem, etc... irá facilitar sua vida...
- No site http://www.dicasderoma.com.br/ há uma informação que a OK OPERADORA DE TURISMO LTDA aqui em Curitiba (fone: 41-3232-1151) vende passagens de trem da Trenitalia. Como estou na mesma cidade, liguei e confirmei a informação. Você paga uma taxa de 30 euros por todos os trechos que comprar, ou seja, se você comprar uma passagem: 30 euros, se comprar dez trechos: 30 euros também... (eu achei meio salgado, mas quem quer comodidade, é uma boa dica). Eles mandam toda as confirmações por email.
- Pelo que pesquisei, se você conseguir comprar pelo site com 30 dias de antecedência, ganha 30% de desconto, 7 dias ganha 15%, mas o número de ofertas é limitado.
- Procurei em diversos sites e não consegui encontrar uma resposta correta e definitiva sobre a razão do site do Trenitália - às vezes - dar erro na hora da compra de passagens aqui do Brasil. Alguns falam que se o seu banco já começou o processo de segurança 3d, você consegue comprar com o cartão. Outros, que somente italianos - na Itália - conseguem. Enfim, o que importa é tentar...
- Peça informações para funcionários uniformizados. Há relatos de pessoas que se oferecem para auxiliar ou dar informações e depois cobram por isso.
- Ao comprar a passagem pelo site do Trenitália - Ferrovie dello Stato, veja se a tarifa AMICA está disponível. Ela garante descontos de 20% em relação a tarifa normal. Não há necessidade de carteirinha ou qualquer outro fator... esta tarifa está disponível a todos, é só você comprar o bilhete com antecedência.

Por fim, vou tentar comprar pelo site do http://www.ferroviedellostato.it/ os trechos maiores, como Veneza-Florença, senão, deixarei para comprar lá mesmo, pois como vi, posso encontrar preços e trajetos melhores do que os mostrados no site.

Dicas provenientes dos sites:
http://www.mochileiros.com/
http://eduardozardini.blogspot.com/
http://www.minhasaga.org/
http://www.manualdoturista.com.br/


sexta-feira, 27 de agosto de 2010

A Gastronomia italiana não é só massa...

Pessoal,
Abaixo uma reportagem da Folha de São Paulo muito interessante sobre a gastronomia da Itália:

10/04/2008 - 07h55
Chefs levam aos cardápios gastronomia das regiões da Itália

RACHEL BOTELHO
da Folha de S.Paulo

Pergunte a um conhecido o que ele sabe sobre a cozinha italiana e prepare-se para ouvir exclamações: "Pizza, massa, risoto!" Se for um apreciador da boa mesa, deve se lembrar também do parmesão; já um gourmet é capaz de salivar ao se referir ao presunto de Parma.

O que muitos desconhecem é que não existe uma cozinha italiana única. "Há, sim, uma valorização do produto fresco, com qualidade e mínima manipulação, tanto no corte quanto na cocção. A verdadeira cozinha italiana é muito simples", afirma Marcelo Neri, coordenador do curso de gastronomia da Universidade Anhembi Morumbi.

Em São Paulo, chefs nascidos na "Bota" --como Pasquale Nigro, da Púglia (sul), e Alessandro Segato, do Vêneto (norte)-- contribuem para ilustrar a distância gastronômica que separa as regiões.

O norte, de clima mais frio, se vale da manteiga como principal fonte de gordura e é pródigo em pratos à base de carnes vermelhas e de caça. No sul ensolarado, o azeite reina em receitas que privilegiam legumes e pescados. E a "pasta", onipresente, assume mais de 600 formas.


Clique para ampliar

Comuna Italiana - O que é?

Uma questão interessante: conversando com uma amiga sobre a Itália, ela me perguntou o que eram as Comunas Italianas... Uma boa dúvida, mas antes, vamos fazer uma pequena introdução ao assunto, comentando sobre as regiões da Itália:

A Itália é dividida em regiões, que são a primeira subdivisão do país, tendo sido instituídas com a constituição de 1948 com o objetivo de reconhecer, proteger e promover a autonomia local. São vinte ao todo e cada uma possui seu próprio estatuto, ou seja, a sua própria constituição. Segundo o tipo de estatuto, podemos distinguir entre duas categorias de regiões:

Regiões autónomas com estatuto especial
Cinco das vinte regiões possuem um estatuto especial, uma lei de tipo constitucional do estado central, que garante uma ampla autonomia legislativa e financeira. Entre 60 e 100 por cento de todos os impostos permanece no território destas regiões. Estas cinco regiões são autônomas por fatores culturais, lingüísticos e geográficos. Trata-se das duas ilhas Sardenha e Sicília, do Trentino-Alto Ádige, com uma forte minoria de língua alemã e da Vale de Aosta, onde se fala, além do italiano, um dialecto francês: todas estas regiões foram criadas em 1948. O Friul-Veneza Júlia foi instituído em 1963 para a protecção da minoria eslovena, bem como pelo fato de estar esta região no limite com a cortina de ferro.

Regiões com estatuto ordinário
As quinze regiões de estatuto ordinário foram estabelecidas nos anos 70 e elas serviam prioritariamente para descentralizar a máquina de governo do Estado.

As Regiões da Itália são:

Itália Setentrional:
- Vale da Aosta;
- Piemonte;
- Ligúria;
- Lombardia;

Itália Nordeste:
- Trentino-Alto Ágide;
- Friul-Veneza Júlia;
- Vêneto;
- Emília-Romanha;

Itália Central:
- Toscana;
- Marcas;
- Úmbria;
- Lácio;

Itália Meridional:
- Abruzzo;
- Campânia;
- Molise;
- Apúlia;
- Basicalata;
- Calábria;

Itália Insular:
- Sicília;
- Sardenha;

Cada região se divide em províncias, com a única exceção de Vale de Aosta, onde a mesma região exerce as funções provinciais. No total existem 109 províncias (110 considerando também a Vale de Aosta como província). A subdivisão seguinte é constituída pelas comunas. Em toda a Itália há 8101 comunas.

Agora, a resposta para a dúvida: A Comuna Italiana - em italiano: comune; em plural: comuni - é a unidade básica de organização territorial da Itália, equivalente ao município no Brasil. Sua estrutura é constituída pelo Sindaco, equivalente ao prefeito no Brasil, pelo Conselho Comunal (composto pelo sindaco e por um número variável de conselheiros eleitos) e pela Junta Comunal (um grupo de assessores escolhidos pelo Sindaco).

As regiões da Itália... Fontes de dados: Wikipédia e diversos sites na Internet.

Do aeroporto Malpensa ao centro de Milão.

Pessoal,
Como mudei meu roteiro e vou descer em Milão, estou começando a esquematizar o roteiro de chegada. Pretendo chegar cedo, pela manhã... mas, isso poderá mudar quando eu comprar as passagens. Por enquanto, precisava saber como chegar ao centro de Milão pelo aeroporto. Aqui estão as informações:

- Malpensa Express
É um trem que liga o Terminal 1 do aeroporto diretamente ao centro de Milão, Stazione Cadorna. E de lá é só pegar o metro e descer em Milano Centrale.
O trem para também em Milano Bovisa, Saronno e Busto Arsizio.
Freqüência de 30 min e o percurso dura 40 min.
O trem custa 11€ e o metrô 1€.
http://www.malpensaexpress.it/
http://www.atm-mi.it/

- Com a Trenitalia
Os trens da Trenitalia, partem de Gallarate. Um ônibus daindo dos Terminais 1 e 2 te levam até a estação Gallarate.
O trem custa mais ou menos 10,50€ e você desce já em Milano Centrale.
Acesse o site e faça a busca de acordo com o horário desejado http://www.trenitalia.it/

Encontrei as informações no site: www.dicaseturismo.com.br

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

As moedas da Fontana de Trevi...

Eu estava curioso: Dizem que a Fontana de Trevi, uma parada obrigatória para quem visita Roma, é cercada de turistas o dia - e a noite - inteiro. Todo mundo joga uma moeda pois, de acordo com a tradição, quem joga, um dia voltará a Roma... Tudo bem... mas, o que acontece com as moedas??? Encontrei a reposta em um site:

Todas as manhãs, eles limpam e fazem a manutenção da Fonte. Eles juntam todas as moedas e colocam em sacos. Depois, eles doam estes sacos para as Caritas - uma organização da Igreja Católica - e, segundo dados oficiais, a média é de 50 quilos de moedas por dia (em torno de 1.500 euros)... façam as contas... em um ano, esse valor pode chegar a 700 mil euros... as moedas de outros países são acumuladas e depois trocadas. Bom para as Caritas né?

Viagem de carro pela Itália...

Bem, não irei fazer nenhuma viagem de carro pela Itália... mas, encontrei uma dica muito boa: o site da Michelin - italiano...

http://www.viamichelin.it/

Várias informações... muitas mesmo! Rotas, trajetos, clima, mapas,... para quem está afim de pegar a estrada, é um prato cheio. Divirta-se!

Informações sobre Pisa

Informações, tarifas, horários de funcionamento... dos monumentos e atrações da cidade de Pisa:

http://www.opapisa.it/

Inclusive - um ponto que gostei muito - descreve como você chega de trem, carro ou avião...

Hotéis.... Bruxa???

Bem, creio que é unanimidade: procurar hospedagem é considerado a bruxa para quem vai viajar, principalmente para o exterior. Digo isso para quem, como nós, queremos um famoso BBB (não é Big Brother e sim Bom, Bonito e Barato). Desde o início, estou procurando dicas e olhando os sites de busca para hotéis... Já achei alguns interessantes e outros que são uma imensa furada... CUIDADO: quando você encontrar dicas de hospedagem, principalmente de um hotel específico, confirme BEM... entre no site do hotel, procure comentários, jogue no Google o nome dele e vai fuçando até você obter a certeza que não terá grandes surpresas...

Mesmo assim, pode ser que quando você chegar lá, encontre alguma coisa desagradável mas, fuçando, essas chances de se deparar com algo assim caem muito... Então, vamos lá:

Sites que estou começando a procurar hotéis:
- www.tripadvisor.com/
- www.hoteis.com/
- www.venere.com/
- www.decolar.com/
- www.hostelsclub.com/
- www.booking.com/
- www.hostelword.com/
- www.mundi.com.br/ (esse é ótimo pois compara o preço de vários sites de hotéis)

Todas as dicas que eu achar postarei aqui e, quando encontrar os hotéis que se encaixam em minhas expectativas, aviso ok?



A bruxa - às vezes - pode ser boa... ela é somente mal interpretada...

Gastronomia Italiana...

Bom dia pessoal,
Não poderia deixar de falar sobre a Gastronomia Italiana. Em diversos sites, ela é a vedete da Itália: pizzas, massas, queijos... e uma infinidade de guloseimas de deixar qualquer um com dezenas de quilos a mais somente olhando...

Alguém - que já foi para a Itália - conhece alguma escola de culinária, que ofereça cursos de gastronomia de pequena duração? Ouvi dizer que essas escolas são ótimas, pois além de oferecer os cursos, fazem degustação de todo o cardápio e vinhos durante todo o curso... Bom, né? Se alguém possuir alguma informação, me avise por favor!

Para buscar informações, uma boa dica é o site do Dario Cechini - http://www.dariocecchini.com/ -, o maior açougueiro da Itália, que faz a melhor (dizem) Bisteca Fiorentina do país da Bota... Ele reside em Chianti (isso mesmo, aquele vinho...rs), próximo a Florença...

Abraços a todos que estão visitando o Blog!


A verdadeira pizza italiana...

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Hotéis - Rede Accor

Pessoal,
Comecei a pesquisar sobre hotéis e achei uma dica sobre os hotéis da rede Accor - accorhotels.com - e fiquei surpreso: pensei que seria um absurdo de caro, mas não é muita coisa a mais que uma hospedagem simples não... Por ex: fiz uma pesquisa rápida sobre um hotel em Nápoles, 2 diárias, quarto com duas camas de solteiro, por 45 euros por noite... E, fuçando mais ainda, encontrei um em Milão por 40 euros por noite... Alguém já ficou nesses hotéis da rede Accor e pode me dar umas dicas???

CIDADES - ROTEIRO FINAL

Pessoal, AGORA SIM, ROTEIRO FINAL...rsrs
Depois de vários comentários, pesquisas, emails e dicas... e dezenas de minutos no youtube, blogs... etc... Decidi retirar Turim de Cidade Base e colocá-la como bate-volta de Milão...

As cidades em VERMELHO já estão concluídas no blog:

01º dia - Milão - Chegada
02º dia - Mião
03º dia - Milão (ir Como)
04º dia - Milão (ir Turim)
05º dia - Milão
06º dia - Verona
07º dia - Verona (ir para Pádova)
08º dia - Verona (ir para Vicenza)
09º dia - Veneza
10º dia - Veneza
11º dia - Veneza
12º dia - Florença
13º dia - Florença
14º dia - Florença (ir para Pisa e Lucca)
15º dia - Florença (ir para San Gimigniano e Siena)
16º dia - Florença (ir para Arezzo e Cortona)
17º dia - Florença (ir para Cinque Terre)
18º dia - Assis
19º dia - Roma
20º dia - Roma
21º dia - Roma
22º dia - Roma
23º dia - Sorrento - (ir para Pompéia)
24º dia - Sorrento - (ir para Capri)
25º dia - Sorrento - (ir para Positano)
26º dia - Roma - (ir para Nápoles)
27º dia - Roma - Saída para o Brasil

Agora começo a detalhar dia-a-dia e todos os bate-voltas...
Abraços e agradeço ajuda!

Programação da Viagem

Aqui está a tabela da programação FINAL da viagem:

Se quiser ver maior, é só clicar!

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Uma volta em Pisa...

http://www.youtube.com/watch?v=l6mKvDeTPzM&feature=related

Um passeio pelo Lago Como!

http://www.youtube.com/watch?v=SO3JzXJQGlY&feature=fvw

Porque decidi inserir a cidade de Como no meu roteiro...











DECIDIDO!!! (???)

Depois de várias dicas, decidi por um dia a mais em Milão e conhecer a cidade de Como (achei fantásticas as fotos...). Então, ficou assim:

01º dia - Turim
02º dia - Turim
03º dia - Milão
04º dia - Milão (ir para Como)
05º dia - Verona
06º dia - Pádova
07º dia - Pádova (Vicenza)
08º dia - Veneza
09º dia - Veneza
10º dia - Veneza
11º dia - Florença
12º dia - Florença
13º dia - Florença (Pisa e Lucca)
14º dia - Florença (Arezzo, Siena)
15º dia - Florença (San Geminiano)
16º dia - Assis
17º dia - Roma
18º dia - Roma
19º dia - Roma
20º dia - Roma
21º dia - Nápoles
22º dia - Nápoles (Sorrento e Pompéia - Capri se der tempo)

Hummm... acho que agora tá legal... O que acham??

domingo, 22 de agosto de 2010

Preços - Quanto eu vou gastar na Itália???

Pessoal,
Recebi um email da Regina com a seguinte questão: "Olá Márcio, estou literalmente AMANDO o seu blog... também vou para a Itália no ano que vem e ele está sendo de muita ajuda para me estruturar... mas estou apreensiva de quanto vou gastar... Você já possui alguma estimativa???"

Regina - obrigado pelo seu email - se você der uma olhada no meu marcador do ROTEIRO FINAL - http://toindoparaaitalia.blogspot.com/search/label/Roteiro%20Final - estou estruturando cada dia da minha viagem e, durante cada post deste marcador, vou inserindo todas as atrações, com o que vou gastar com alimentação, hospedagem, atrações turísticas... e, no final de cada post, o total gasto em cada dia.

Aproveite, pois é um grupo de post que sempre tem novidades...

Abraços!

Roteiro - Cidades Bases e Cidades Satélites

Olá Pessoal, com algumas dicas, comecei a esboçar as cidades que irei fazer a partir das cidades base...
Turim - 2 dias
Milão - 1 dia... saio de Milão cedo, chego em Verona, (1 dia) passo o dia e vou para Pádova.
Pádova - 1 dia
Veneza - 3 dias (com a Ilha de Murano)
Florença - 5 dias (Pisa, Lucca, Arezzo, Siena, San Geminiano) saio de Florença e vou para Assis, passo um dia (dormir em Assis) e vou para Roma
Roma - 4 dias
Nápoles - 3 dias (Sorrento, Pompéia, Positano... se der tempo, Capri)

22 dias

Como vocês podem perceber, depois de ler dezenas de análises em diversos sites, decidi deicar apenas um dia em Milão... Quase todos são unânimes em dizer que existe pouquíssimas atrações e que tudo pode ser visto em apenas um dia... Aumentei 2 dias em Florença - ainda com um dia em Verona (achei linda) e um dia em Assis (que todos comentam que é imprescendível ver)...

O que vocês acham???

sábado, 21 de agosto de 2010

Google - Maps: Uma surpresa!

Pessoal,

Realmente essa eu não sabia... Mexendo e fuçando no Google Maps, fiz uma rota do Museu Egizio ao Duomo - em Turim - para saber qual o tamanho do percurso... Bem, naquela aba abaixo, onde fica: vire em rua tal e ande 20m..., tinha um desenho de máquina fotográfica ao lado de cada rua... Não tinha reparado antes... Então, cliquei e tive uma surpresa: ele mostra a rua onde começa o seu percurso, em 3d. Você pode virar, ver os restaurantes e ainda seguir, juntamente com o boneco abaixo no mapa, o seu percurso. Ou seja, você VÊ todo o percurso que irá fazer - rua, lojas, restaurantes... - antes de ESTAR lá... Parece bobo e pode ser uma ferramente já antiga do Google Maps, mas fiquei igual a criança quando ganha brinquedo novo... Já conheci todo o meu percurso em Turim sem estar ainda lá... Até onde vou almoçar...rs!

OBS: Quando clicar na máquina fotográfica, aguarde um pouco... demora para carregar.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

SEGURO DE VIAGEM - Vejam isso!!!

Pessoal, olha o que eu encontrei sobre seguro:

Seguro de acidentes de viagem
Os clientes Visa Internacional, Visa Gold e Visa Platinum estão cobertos pelo seguro de acidentes de viagem. O seguro garante ao titular, cônjuge e dependentes econômicos menores de 23 anos, assistência em caso de falecimento acidental (limitado ao nível máximo de cobertura multiplicado por dois) ou danos físicos em conseqüência de acidente que ocorra durante uma viagem segurada.

Para ter direito ao seguro, o valor total das passagens (aéreas, marítimas ou terrestres) deve ser pago com os cartões Visa.

Área de Cobertura*:
Visa Internacional: cobertura máxima de US$ 75.000,00
Visa Gold: cobertura máxima de US$ 250.000,00
Visa Platinum: cobertura máxima de US$ 500.000,00
* Cobertura mundial, inclusive no Brasil, desde que o portador esteja a mais de 160KM de sua residência.

Como já comentei, fico inseguro em relação a documentos e mandei um email para o meu banco... vamos aguardar!

Quantos dias em cada cidade?

Pessoal,
Com todas as minhas análises, buscas de informações e uma idéia ainda em formação do que eu quero ver, tenho - mais ou menos - esboçado a quantidade de dias que ficarei em cada cidade base, vejam:
Turim - 2 dias
Milão - 3 dias
Pádova - 2 dias
Veneza - 3 dias
Florença - 3 dias
Roma - 4 dias
Nápoles - 3 dias

Agora, começarei a detalhar o que farei em cada cidade... o que acham dos períodos?

Informações úteis - Turim

Aeroporto
O aeroporto de Turim, Caselle (011 567 6361) fica 16 km ao norte da cidade, interligado à principal estação de trem, Porta Nuova, por ônibus (€5, a cada 30 min, 40 min de viagem) e por trem para Stazione Dora (€3, a cada 30 min). O táxi custa entre €25-€35.

Andar a pé
O centro de Turim é simétrico e pequeno, portanto facilmente explorado a pé.

Ônibus e Bonde
Os bilhetes de bonde e ônibus (€0,90) estão disponíveis nos tabacchini, bancas de jornais e máquinas perto das principais paradas; valide o bilhete a bordo.
O Torino Card (€16 para 48h, €18 para 72h, €30 para 5 dias) cobre o transporte e a entrada para a maioria dos museus e atrações turísticas.

Não deixe de ver o marcador do meu blog sobre Turim... agrupei várias dicas sobre a cidade: http://toindoparaaitalia.blogspot.com/search/label/Turim

Timeout


quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Site - Roma

Muito bom mesmo, vale a pena vasculhar...

http://dicasderoma.com.br/

Veneza - Hospedagem

Pessoal,
A Ranis deu uma dica muito boa: em Veneza, é melhor se hospedar em Veneza Mestre (continente), que fica perto - 10 minutos - de Veneza Santa Lucia (a Veneza que todos conhecemos), pois como não é o destino principal dos turistas, a hospedagem é muito mais barata.

Procurando informações, achei em um site um comentário de Dani Furlan:
"Tenho indicação de um hotel em Mestre (cidade vizinha e de fácil acesso a Veneza, onde geralmente os turistas se hospedam por ser mais bem mais barato) porque uma amiga se hospedou nele... Ela disse que era simples, mas bom (de gestão familiar). Além disso, o proprietário fala português. Chama-se Hotel Delle Rose. É muito bem avaliado pelos clientes que já se hospedaram nele."

Realmente, comecei a ver as opções de preço de hospedagem entre as duas Venezas e em Mestre é mais em conta. O hotel que a Dani falou - o Delle Rose http://www.htldellerose.com/ - parece ser bom, mas tentei a disponibilidade de vagas para julho e NÃO TINHA NENHUMA VAGA.

Vejo que, uma informação que eu vi, é verdadeira: vou ter que reservar o lugar para ficar em Veneza muito antes, pois tudo é lotado...

Veneza - Alimentação

Procure pelo restaurante Letícia, nas vielinhas entre Rialto e o lado de trás do mercado. Tem uma entrada pela Calle del Sturion, mas não é a principal. A comida é deliciosa, barata para os padrões europeus e o dono fala português, porque já morou no Brasil.

Wikitravel

Florença - Alimentação

A culinária toscana em geral, e a fiorentina em particular, baseia-se na simplicidade dos ingredientes e na sofisticação do paladar. Comer em Florença é uma viagem dentro da outra. Porém, fuja do Centro histórico para comer. Como qualquer região lotada de turistas, a comida ali é mais cara e tudo que se apresenta é meio padronizado. Procure comer nos mercados públicos, onde você poderá encontrar restaurantes simples, baratos e com comida deliciosa.

Wikitravel

Visto - Informação CORRETA!

Pessoal,
Como fico um pouco apreensivo sobre documentação, fui atrás da permissão de visto para a Itália ou não. Como já postei aqui, em vários sites a informação é que devemos ir na Questura - tipo uma polícia na Itália - pedir permissão para permanecer no país se você permanecer mais de dez dias.
Mandei um email para o Ricardo Freire - do blog Viaje na Viagem - sobre esta questão e ele respondeu:
"Não sei dessa Questura não… A Itália faz parte do Espaço Schengen. Uma vez admitido no Espaço Schengen, um brasileiro pode pernamencer 90 dias consecutivos. Podemos passar — desde que admitidos — 90 dias por semestre em território Schengen."

Humm... o que é o Território Schengen? Para quem não sabe: "O Acordo de Schengen é uma convenção entre países europeus sobre uma política de livre circulação de pessoas no espaço geográfico da Europa. São 24 nações da União Europeia (Bulgária, Roménia e Chipre aguardam a implementação) e mais outros quatro países europeus membros da EFTA (Islândia, Noruega e Suíça; Liechenstein aguarda implementação). A Itália ingressou no dia 27 de novembro de 1990." Obrigado Wikipédia!

Bem, mesmo assim, mandei um email para o Consulado Geral da Itália em São Paulo e aqui está a resposta:
"Boa tarde, o pedido de permesso junto a Questura é necessário se permanecer sempre na mesma cidade, isso não é possivel se ficar viajando."
Juntamente, ele me enviou as seguintes informações:
Informações de turismo para brasileiros: Viagem turística, inferior de 90 dias, para Paises da Comunidade Europeia, para cidadão brasileiro não precisa de visto no passaporte. Mas, necessita de alguns itens:
1) Passagem de ida e volta.
2) Passaporte com validade minima de 180 dias.
3) Seguro saúde válido internacionalmente com cobertura mínima de 30 mil €uros.
4) Reservas de Hotéis ou local para residir, neste caso declaração de ospedagem fornecida pelo cidadão italiano ospedante. (modelo pode ser obtido junto a Questura italiana)
5) Demonstrar condições econômicas, mínimo 30 Euro dia, excluso hotel.
Não necessita de vacinas especificas.
Lembramos que a aceitação de estrangeiros no Pais fica sempre a criterio da Policia de Fronteira.

Ahhhh... Agora sim estou tranquilo quanto a este ponto! O problema é esse Seguro saúde... 30 mil Euros??? É dinheiro...

Mapa - Metrô de Milão


 Clique na imagem para ampliar!

Mapa - Metrô de Roma

Clique no mapa para aumentar!

Sites

Três sites para se perder algum tempo recolhendo informações...

http://www.enit.it/

http://www.portalitalia.com.br/ (clique em cima do mapa das regiões)

http://www.vamosparaitalia.com.br/

Só com esses três você descobrirá informações valiosas...

Museu do Cinema - Turim

Pessoal,
A Ranis - muito obrigado mais uma vez Ranis - que mora na cidade de Carmagnola, deu uma super dica sobre Turim: visitar o Museu do Cinema... Olhem que maravilhoso:
Clique aqui:
http://www.museonazionaledelcinema.it/vertical_dreams/index.php (para entrar nos menus deste site, clique nas engrenagens no retângulo rosa do lado direito) e, detalhe: o que é a música de fundo e a estrutura do site??? Lindo! Ligue o som!
Depois aqui:
http://www.museonazionaledelcinema.it/quick_info.php?l=pt

Para quem ficou interessado sobre Carmagnola (adorei esse nome), a cidade da Ranis, aqui vai sobre ela:
Carmagnola é uma comuna italiana da região do Piemonte, província de Turim, com cerca de 24.670 habitantes. Estende-se por uma área de 96 km2, tendo uma densidade populacional de 257 hab/km2. Faz fronteira com Poirino, Villastellone, Carignano, Lombriasco, Ceresole Alba (CN), Racconigi (CN), Sommariva del Bosco (CN), Caramagna Piemonte (CN). Além de ser a cidade do pimentão... como a Ranis disse! rs!
Informações boas da Wikipédia.



Museu Nacional do Cinema - Turim

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Turim - Site da cidade...

Fantástico:
Site da cidade de Turin - http://www.comune.torino.it/
Fiquei quase uma hora vasculhando todo o site. Tem tudo! Sobre transporte, gastronomia, monumentos, pontos turísticos... você pode escolher o idioma em inglês, italiano, francês e espanhol. E o melhor: Tem uma aba sobre alojamentos, que direciona para um site que você escolhe o tipo de acomodação, o lugar, a categoria...
Vale a pena conferir!

Ligação para o Brasil

Olá pessoal,

Para usar os telefones públicos na Itália você poderá usar moedas ou comprar cartões vendidos em qualquer tabacaria, banca de jornal, lojas ou bares.

Dicas para telefone:

Ligação para o Brasil, originada de celular:
00 + 21 + código do país + código da cidade + telefone.

Ligação para o Brasil, originada de telefone público:
055 + código de área + número do telefone

Ligação do Brasil para a Itália:
00 (operadora) + 39 + código de área + número do telefone

Ligação a cobrar:
Telefone para 800.172211, da Embratel, digite 1 para idioma Português, digite 1 para o serviço automático e em seguida o código da cidade, mais o número do telefone.

Tenha uma idéia de quanto irá custar a ligação a cobrar aqui:
http://www.embratel.com.br/Embratel02/cda/portal/0,2997,RE_P_1872,00.html

Pessoal, a Ranis (muitíssimo obrigado), deixou ótimas dicas nos comentários deste post sobre ligações. Vale a pena conferir!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Visto - Precisa?

Quem deseja visitar a Itália a turismo até 90 dias só precisa do passaporte com validade de 6 meses a contar da data do embarque. Para períodos superiores a 3 meses de permanência no país, é necessário visto. Caso sua permanência seja superior a 10 dias, você deverá apresentar-se às autoridades italianas entre o 8º dia de sua chegada à Itália para informar o período e o motivo de sua estadia. Esta autoridade chama-se "Questura". No caso de uma eventual extensão do período permitido por Lei, você deverá também requerer esta prorrogação, obviamente justificando o motivo, e a decisão para tal prorrogação ficará exclusivamente a critério das autoridades italianas e não deverá ser considerada como garantida a sua autorização.

Consulado da Itália em São Paulo:
http://www.conssanpaolo.esteri.it
Horário de atendimento ao público do Setor de Vistos:
segundas e quintas das 8:30 às 12:30
terças das 13:00 às 16:30

Turim - aeroporto/Translados até a cidade

O Aeroporto Internacional Caselle fica 16 quilômetros ao norte de Turim. Ônibus ligam o terminal às estações de trem Porta Nuova e Porta Susa, em 40 minutos. A Estação de Trem Porta Nuova é a principal de Turim.

Chegando à estação, duas rotas: caminhar em direção ao Rio Pó, para ver o Parque Valentino com quilômetros de verde e ter uma visão das colinas, ou em direção ao centro da cidade, sentido Via Roma, para ver os portais, as praças e a elegância. Os dois passeios se cruzam no final.

Entre a cidade e o aeroporto, a ligação é feita de dois modos: trem e ônibus. O trem tem partidas de 30 em 30 miinutos e liga o aeroporto com a estação Torino Dora - um pouco afastada do centro - em 19 minutos. O bilhete de ida, em qualquer uma das direções, é 3,40 euros e dá direito, ainda, a utilização da rede de transportes urbanos (ônibus, trams ou metrô) por 70 minutos. Os ônibus tem partidas de 50 em 50 minutos e liga o aeroporto a estação de Porta Nuova. A viagem dura 40 minutos e o preço é de 5,50 euros.

http://www.comune.torino.it/gtt/aeroporto/index.shtml

Então, já sei como fazer quando chegar no aeroporto de Turim...

Super Dica - OVERBOOKING

Pessoal,
Vou inaugurar um post que será permanente aqui no blog - o Super Dica. A primeira será uma experiência que aconteceu comigo, o famoso OVERBOOKING. Mas, o que é isso? É a prática realizada na aviação do mundo todo. Consiste na empresa aérea vender mais bilhetes do que o disponível no vôo com base na média de desistência dos vôos anteriores. Por um lado, isso é o desespero para quem espera o avião... Mas, também pode ser fantástico. Explico:

Na minha volta da Espanha, meu avião sofreu overbooking. Um monte de pessoas começaram a chorar, a gritar, a se desesperar... As atendentes tentavam explicar, mas ninguém queria saber... Um verdadeiro caos. Mas, o que poucos sabem é que, com isso, o passageiro ganha diversas vantagens. No meu caso: como era uma viagem de mais de 12 horas, ganhei 600 euros, sim está certo, 600 EUROS de indenização (com isso, paguei minha passagem de ida e volta e ainda sobrou dinheiro). Meu vôo - o que deu overbooking - sairia às 19h. O próximo vôo, o que eu iria pegar, sairia as 8h da manhã do outro dia. Uma noite a mais e ainda 600 euros??? E ainda tinha mais: ganhei estadia em um hotel maravilhoso, com jantar e vinho a vontade, ligações grátis para qualquer lugar do mundo e um transporte para me levar ao centro da cidade e voltar. Ótimo, não? O quarto era fantástico... Na banheira entravam cinco pessoas fácil... Tudo pago pela empresa!!! Imagina eu, depois de 46 dias de hotéis simples, deitado em uma banheira cheia de espuma, tomando vinho, e contando todas as novidades para meus amigos do Brasil pelo telefone? Ah, e com 600 euros no bolso.

Só que, quando acontece um overbooking, nunca os atendentes irão falar os seus direitos... Então, já sabe: Se alguém no exterior falar que seu avião sofreu overbooking, relaxe... você só terá a ganhar...

Turim - Torino - Turin - APRESENTAÇÃO

Bem, vamos começar a colher informações sobre minhas cidades base. Primeiro, conhecer exatamente como é a cidade, seus pontos turísticos, dicas interessantes, etc... para depois começar a ver as cidades em volta (que vou chamar de cidades satélite) que irei conhecer quando estiver na base. No decorrer de cada post, vou inserindo tópicos sobre a cultura da Itália, sua estrutura, seus mapas, características,... o que for possível para aproveitar muito bem todos prazeres da Itália... Vamos iniciar com um breve prólogo sobre a cidade de Turim, uma das minhas cidade base... (Todas as informações são de diversos sites e guias impressos):

Turim (Torino em italiano e Turin em piemontês) localiza-se na região do Vale D'Aosta e Piemonte, no noroeste da Itália. A cidade é um centro econômico, mas também tem excelentes museus e uma esplêndida arquitetura barroca, reforçada pelos Alpes ao fundo. Dois pontos fazem a fama de Turin: O Santo Sudário e a marca de automóveis FIAT (vocês sabiam que FIAT significa Fabbrica Italiana Automobili Torino - Fábrica Italiana Automóveis Turim? Pois é, eu não sabia...rs). Foi a capital italina entre 1861 e 1864.

O meio urbano é muito diferente em relação às outras cidades italianas, em quanto por vontade dos Savoia que Turim tivesse um aspecto francês severo: largas ruas que se encontram em ângulos retos_ a mais importante é a central via Roma_- e as praças espaçosas caracterizadas pela geometria regular_ entre as quais temos piazza Castello e piazza Carlo Felice.

Turim possui uma vida cultural muito ativa: ali se encontram editoras, a sede de um dos principais jornais cotidianos do país, sede de prestígio para estudos científicos e técnicos- o Politecnico e a Universidade.

Também, é sede de um dos museus mais importantes como o Museo Egizio- o terceiro mais importante do mundo- também a Galleria Sabauda, a Galleria d’Arte Moderna e, recentemente a Pinacoteca Agnelli al Lingotto- a FIAT, que nasce nos anos 20 e que despertou a admiração de Le Corbusier- o Museu do Cinema decorado em modo esplêndido no interno de um dos símbolos da cidade: a famosíssima Mole Antonelliana alta 1,67 mt, projetada pelo arquiteto Antonelli em 1863 como sinagoga da cidade.

Um itinerário arquitetônico através Turim deve seguramente considerar a central Piazza Castello sobre a qual temos o Palazzo Madama do século XVII- o curiosos nome se deve ao fato que foi a moradia de Madame Reale Maria Cristina, regente de Carlo Emanuele II di Savoia- esta moradia possui uma fachada barroca de 1721 feita por Filippo Iuvarra.

Sobre a praça temos também o Teatro Regio com fachada de 1700 mas com um moderno interno de 1973; da Piazza Castello se passa à Piazza Reale e ao Duomo a qual foi anexada a Cappella della Sacra Sindone- uma criação de Guarino Guarini edificada entre 1668 e 1694 e atualmente em fase de um detalhado restauro devido a um terrível incêndio- no seu interno está conservada a Sindone, considerada uma das mais importantes relíquias do cristianismo.

Notável é a prospectiva arquitetônica de Via Roma com as igrejas “gêmeas” de S. Carlo e S. Cristina, fechando o cenário prospectivo pelo percurso; em Piazza S. Carlo temos o Palazzo dell’Accademia delle Scienze que hospeda o Museo Egizio e a Galleria Sabauda – com quadros de Beato Angelico, Bronzino, Mantegna, Veronese, Tintoretto, Gentileschi, Carracci, Reni, Tiepolo entre outros.

Turim é famosa também por seus típicos cafés e por seus restaurantes de alto nível que se localizam pelas estradas com os pórticos: frequentá-los significa fazer parte de uma das grandes tradições da cidade.

Também, Turim é cidade de jardins e de “águas”: é cortada pelo rio Pó onde se localiza o magnífico parque Parco del Valentino sistemado em 1830, e, no seu interno se tem uma vera e própria antologia da arquitetura, como por exemplo o Castello Valentino de 1630, a reconstrução de uma vila medieval e o moderno Palazzo Torino Esposizioni.

Pelos redores de Turim, ricas obras artísticas e arquitetonicas: começando pela Basilica di Superga, a 10 km do centro, dominando a cidade do alto de uma colina: construída por Iuvarra em 1731 para o pagamento de um voto de Vittorio Amedeo II.

Uma outra jóia da arquitetura se encontra sempre fora da cidade, é a Villa Reale di Stupinigi de Iuvarra, projetada em 1730 como suntuosa casa de campo para caça, para a família real.

E, por fim, para os apaixonados de arte contemporânea, nos arredores do Castello di Rivoli – a 13 km da cidade- localiza-se a sede de exposições que nos anos recentes tornou-se um do pólos europeus para todas as expressões de arte mais atual.

Turim...

Viajar por conta própria ou por agência? Aqui está uma resposta

Pessoal,
Sempre encontro pessoas com a mesma dúvida: viajar sozinho ou por agência? Como acabei de responder (com a minha opinião) no orkut para uma pessoa que irá viajar para a Itália esta questão, creio que é interessante partilhar com vocês minha experiência:
Viajei por conta própria durante 46 dias pela Espanha... fazendo as contas, o que eu gastei com a viagem eu pagaria por 15 dias viajando por agência, e olhe lá... no aperto. Claro, eu concordo que existem pessoas que não gostam de se incomodar e pagam por isso. Viajando por agência você não se preocupa com nada, está tudo sempre a mão e com tudo organizado (estou partindo do pressuposto que a agência é séria e não terá nenhum problema). Duas grandes desvantagens: você ficará obrigado a seguir o roteiro da agência e ainda pagará um preço exorbitante!
Veja um exemplo: quando estava começando a preparar minha viagem para a Espanha, eu procurei algumas agências... em uma, um tour por um museo me interessou. Custava, na época, 70 euros (não esqueço o valor e você já saberá o porquê) e a atendente argumentou que o preço estava alto devido ao ingresso e ao tour pelo museu. O tour seria em uma terça-feira... Muito bem, depois de decidir viajar sozinho, procurei saber sobre o museu e descobri que as terças-feiras a entrada no museu é DE GRAÇA... e o tour, realizado por um funcionário do museu, também É DE GRAÇA... Ou seja, 70 euros poupados...
Vejam, não estou afirmando que TODAS as agências são dessa forma, porque sei que existem pessoas sérias (eu acredito) no mundo que não fazem isso... mas, encontrei grandes pegadinhas, depois de procurar informações mais detalhadas...
Agora, viajando por conta própria, é outra história. Claro, você terá que fazer um bom planejamento, estruturar todo o seu roteiro, ver hotel, trens, passagens... etc. Mas, é muito mais gostoso. Além disso, procurando esses pontos, você conhecerá muito mais do país e das cidades que irá conhecer, descobrindo coisas valiosas que não estão nos guias de viagem. Isto é a grande diferença entre VIAJAR e VIVER um país... Viajar correndo por 10 países, por 15 dias, parar somente nos pontos turísticos principais para tirar fotos, voltar correndo, chegar cansado em casa, com as fotos para provar para os outros que você realmente viajou, não dá né? Você está sujeito a encontrar alguém que irá dizer: "Nossa, você foi para Paris? Você foi naquele Café maravilhoso onde os artistas famosos ficam tomando café e mostrando suas obras? Fica perto do arco do Triunfo...". Você responderá que não, pois desceu do ônibus de turismo, tirou foto do Arco e voltou correndo, com o guia gritando: "Está partindo, está partindo..."

Para tudo existem vantagens e desvantagens... Você só precisa colocar na balança e sempre decidir pela opção que o lado positivo pesa mais...

domingo, 15 de agosto de 2010

Cidades Base - 4 e final... (por enquanto)!

Bem, Pessoal...
Após diversas pesquisas, discussões, análises de preço, distância, etc... Cheguei a um veredicto quanto as cidades base, vejam:
- Turin;
- Milão;
- Pádova;
- Veneza;
- Florença;
- Roma;
- Nápoles;
Decidi incluir Veneza novamente devido a minha permanência na cidade (espero ficar uns três dias para ver tudo o que estou articulando). Seria difícil sair de uma cidade, ir a Veneza e depois voltar... então, já fico por lá mesmo. Agora, com as cidades base definidas (por enquanto, pode ser que mude quando o "esqueleto" do roteiro começar a criar vida), vou começar a detalhar cada cidade, chegada, hotel, meio de transporte, alimentação... detalhe por detalhe, para não haver erro nenhum e minha viagem ser fantástica e muito bem aproveitada. A quantidade de dias em cada cidade dependerá do que eu quero ver e quais cidades nas imediações que quero visitar. Então, o total de dias será definido no final de toda a análise das cidades.
Agradeço as dicas que estou recebendo por email... Mas, aviso: estou classificando todas para postar somente em um tópico. Por Exemplo: alimentação - vou postar todas as dicas em um só tópico, para deixar melhor organizado ok?

Agradeço a todos por enquanto! OBS: Também deixei sete cidades base, pois já que muitos acreditam que o número sete significa perfeição, então... não é uma questão de superstição, pois não acretido em Bruxas, mas... elas existem, com certeza!

O Aeroporto de Torino

O aeroporto internacional de Turim (Torino em italiano) é o maior da região do Piemonte, Itália. Tem um grande número de destinos internacionais para os principais pontos da Europa. Pouco mais de 3,4 milhões de passageiros transitaram pelo aeroporto em 2008.

Site: http://www.aeroportoditorino.it

Provavelmente será o aeroporto que descerei. Devido a isso, fiz várias análises e pesquisas, principalmente no site e creio que é uma ótima idéia começar por lá...

sábado, 14 de agosto de 2010

Preços: passagens para a Itália...

Pessoal,

Vi em um site que devemos ver os preços das passagens em todos os aeroportos do país que vamos visitar pois existem - às vezes - grandes variações de preços. Pesquisei no Decolar.com em duas datas: para setembro deste ano e junho do ano que vem (não fiz para julho, o mês da minha viagem, porque a opção para este mês não estava aberta). Para o mês de setembro deste ano teve boas variações de preços, com diferenças de até quase 1.000 dólares. Agora, para junho do ano que vem, com ida dia 01-06 e volta 30-06 e saída de São Paulo (Guarulhos), aqui vão os valores (em parênteses está a companhia que realiza a viagem):
- Descendo em Turin: 979 (Alitalia); 1020 (Lufthansa); 1059 (Tam mais Iberia)
- Descendo em Milão - Malpensa: 978 (Tam mais Iberia); 979 (Alitalia); 1100 (Lufthansa)
- Descendo em Veneza - Marco Polo: 978 (Tam mais Iberia); 979 (Alitalia); 1100 (Lufthansa)
- Descendo em Roma: 951 (Tam mais Alitalia); 978 (Iberia); 979 (Aerolíneas Argentinas)
Os preços estão em dólares. Veja que, para setembro deste ano, descendo em Milão, as passagens variam muito e, as mais em conta, estão entre 1.500 a 2.000 dólares. Este ponto comprova a dica de que comprar tudo com antecedência pela internet é dinheiro poupado.

PS: Recebi a dica de que no aeroporto de Veneza - Marco Polo - não recebia vôo do Brasil. Mas, achei vôos diretos no Decolar.com... Estou enganado?

Cidades Base - 3 - Turin e Pádova

Amigos, primeiramente quero agradecer a todos que estão me enviando emails e aos comentários no blog. Creio que foi uma das minhas melhores idéias criar este espaço para discussão e auxílio. Vejo que muitos podem colaborar com suas experiências e está sendo esplêndido.

Um exemplo: A Rana (valeu Rana) mencionou em um comentário a cidade de Turin, como cidade base, retirando Veneza (por ser na ponta do país) e colocar em seu lugar Pádova. Nem havia cogitado a cidade de Turin... depois do comentário da Rana, peguei meus guias reais e virtuais e fui atrás de Turin e Pádova... e fiquei encantado! Um ponto que chamou minha atenção: os hotéis em Pádova são muito mais baratos que em Veneza... Dinheiro economizado = Dinheiro investido!

Depois que eu formar minhas cidades bases, aviso aos meus amigos virtuais que irei detalhar cidade por cidade, com todas as dicas, sugestões de passeios, o que é mais importante se ver, etc... de cada cidade italiana que visitarei. Ah! E mais um lembrete: Ano que vem, em julho, quando será minha viagem, não esquecerei do blog não! Postarei sempre validando todas as dicas e fazendo este roteiro que estou estruturando junto com vocês criar vida real! Aguardem...

Mas, voltando, agora creio que estou quase lá em minhas cidades base. Vejam e opinem, por favor:
- Turin;
- Milão;
- Pádova;
- Florença;
- Roma;
- Nápoles (como comentei no post anterior, ainda estou pensando se deixo Nápoles como cidade base ou incluo no roteiro de Roma...)

A bela cidade de Turin...

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Cidades Base - 2

De acordo com o comentário da Cris (valeu Cris): "... Eu tiraria Bologna da lista de cidade base. Atualmente, Bologna fica a 30 minutos de trem (Eurostar) de Firenze. Vale a pena vc incluir Bologna no roteiro de Firenze".

Verdade. Pesquisando, vi que os trens de alta velocidade fazem a viagem Bolonha-Florença em 37 minutos. Fazendo uma pesquisa rápida no TRENITALIA (farei um post especial sobre a companhia de trens da Itália), vi que de Florença a Bolonha custa 35 euros em primeira classe e 24 euros na segunda classe. Mas, uma coisa que me chamou a atenção: pesquisei em vários dias e só vi horários de partida à noite de Florença (21h). Vou pesquisar mais para ver se tem horário de manhã, pois será ótimo sair cedo e voltar a noite para Florença...

Depois dessa análise, decidi retirar Bolonha como cidade base e introduzir no roteiro de Florença. Então, temos:
- VENEZA;
- MILÃO;
- FLORENÇA;
- ROMA;
- NÁPOLES;

A famosa Bolonha

Ainda estou em dúvida se tiro Nápoles como cidade base e a coloco no roteiro de Roma... O que vocês acham?

Descer em Milão?

De acordo com o post anterior e pelo o que eu já pesquisei, creio que é melhor descer em Milão... Com esta possibilidade, vi que a cidade possui três aeroportos: Malpensa, Linate e Orio al Serio (este se encontra na província de Bérgamo).

Malpensa: Está localizado aproximadamente a 50km do centro do centro de Milão. Site: http://www.sea-aeroportimilano.it. Telefone: +39 (02) 74867754

Linate: Aeroporto Milan Linate é considerado um dos aeroportos mais movimentados em Itália. A 8 km do aeroporto fica Milão. Site: http://www.sea-aeroportimilano.it. Telefone: +39 02 740560

Orio al Serio: É um dos maiores aeroportos em Itália. A 45 km do aeroporto fica Milão. Site: http://www.orioaeroporto.it. Telefone: +39 035 326323



QUAL É O MELHOR AEROPORTO PARA DESCER EM MILÃO?

Aeroporto Marco Polo - Veneza

Estava pensando em descer em um aeroporto em Veneza para facilitar minha rota. Mas, através de um comentário da Sandra R. (Obrigado Sandra) descobri que existe o aeroporto Marco Polo, mas ele não recebe vôos do Brasil. Para chegar nele só indo de Roma ou de outras cidades do Sul. De Milão a Veneza não existe vôos devido a distância ser muito pequena. Então, creio que será melhor descer em Milão - e já fazer meu roteiro na cidade - e depois partir para Veneza de trem... Bem, mesmo assim, decidi procurar informações sobre o aeroporto... pode ser que eu possa utilizar:

O Aeroporto Internacional Marco Polo é localizado perto de Veneza - em Tessera - e é o quarto aeroporto da Itália em tráfego aéreo. Está a 12km de Veneza por terra e a 10km por água. Pádua fica a 53km.

Transportes públicos de/para o aeroporto Train:
Venice-Santa Lucia railway station - airport (and viceversa) - linea ATVO AIR TERMINAL, ACTV linea n°5
Mestre-Venice railway station - airport (and viceversa) - linea ATVO FLYBUS, ACTV linea n°15
Bus:
for Venice
ACTV n°5 and n°4: Venice-Piazzale Roma - airport
ATVO Venezia Air Terminal: from/to Venice
for Mestre (Mestre railway station)
ACTV n° 15: Marghera - airport
ATVO Navetta Flybus: Mestre railway station - airport

Endereço:
Aeroporto di Venezia Marco Polo
Viale G. Galilei, 30/1
30030 Tessera-Venezia
Itália

Telefone, fax, e-mail
Telefone: +39(0)41 2606111
Fax: +39(0)41 2606260
Email: quality@veniceairport.it

Códigos do aeroporto
Código de aeroporto IATA: VCE
Código de aeroporto ICAO: LIPZ

Página na internet: http://www.veniceairport.it/



Aeroporto Marco Polo

Cidades Bases

Como comentei anteriormente, creio que a melhor dica para inciar um roteiro bem estruturado é escolher as cidades bases para sua permanência no país. Depois deste ponto, o roteiro pode começar a ganhar estrutura, devido as proximidades com outras cidades menores. Inicialmente, pensei nas seguintes cidades como base para minha viagem para a Itália:

- VENEZA;
- MILÃO;
- BOLOGNA;
- FLORENÇA;
- ROMA;
- NÁPOLES;

Tenho que confirmar se em Veneza possui aeroporto, pois creio que, devido a sua localização, é melhor iniciar por lá e depois descer até Roma e Nápoles, voltando para o Brasil por Roma... Agora, quero esquematizar quantos dias passarei em cada uma...

Perguntas:
- O que vocês acharam das cidades bases?
- Devo acrescentar ou tirar alguma?

Inicial

Decidi criar um blog para comentar toda a preparação para minha viagem à Itália... Com isso, espero auxiliar a todos com dicas e experiências, pois a melhor forma de uma viagem ser bem sucedida é observar e analisar todos os detalhes.

Quando fui para a Espanha, preparei minha viagem com quatro meses de antecedência... Isso me rendeu a melhor viagem da minha vida e com poucas despesas... (em comparação com agências de viagens, foi uma pechincha).

Meu projeto inicial é passar 30 dias em terras italianas... Ainda estou esquematizando minhas idéias sobre quais cidades quero visitar. Comprei algumas revistas de turismo sobre a Itália e o Guia da Folha de São Paulo. Uma dica que foi muito boa para mim na Espanha é eleger cidades bases. Delas, partir para as cidades menores. Ainda estou pensando cuidadosamente em quais deveriam ser minhas bases... mas, quero detalhar cada uma, com ênfases em hotéis e pontos turísticos para visitar... Aproveite para visitar o marcador ROTEIRO FINAL - http://toindoparaaitalia.blogspot.com/search/label/Roteiro%20Final - que está sendo preparado a cada dia de postagem...

Veja aqui quais são as cidades que já estão com a pesquisa e o roteiro finalizados: http://toindoparaaitalia.blogspot.com/2010/08/mudancas-no-roteiro-roteiro-final.html

Dê uma olhada nos marcadores do blog, pois já há muitas dicas e informações muito boas!

Agradeço a todas as visitas!

MUITO OBRIGADO a todos!!!



Todas as informações postadas neste blog são uma compilação de várias informações da internet (sites sobre a Itália) e Guias de Turismo. Se alguém se sentir lesado devido a direitos autorais ou não gostar de ver alguma informação aqui postada, por favor, entrem em contato que retiro imediatamente a informação.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...