É sua primeira vez por aqui? Entenda o blog: No dia 13/08/2010 eu criei este blog apenas para programar a minha viagem para a Itália... Ele cresceu muito, fiz muitos amigos e virou uma fonte de informações para muitas pessoas. Para melhor compreensão, ele foi dividido em três partes: 1) as pesquisas sobre cada cidade, atrações turísticas, gastos,... e o marcador que eu adoro: Entrando no clima, onde experimentei receitas, filmes, livros,... 2) A montagem do meu roteiro passo a passo: todos os dias estão na guia ROTEIRO FINAL; 3) O relato completo da minha viagem - todos os dias - com informações, dicas, gastos totais... etc. Estão na guia MINHA VIAGEM. Entre... o blog é seu!!! Aqui você vai encontrar informações sobre as cidades que eu visitei: Milão, Lago di Como, Turim, Verona, Pádova, Vicenza, Veneza, Florença, Pisa, Lucca, San Gimignano, Siena, Arezzo, Cortona, Cinque Terre, Assis, Roma, Pompéia, Capri, Sorrento, Positano e Nápoles... Este projeto foi finalizado pois estou com outro agora: http://www.toindoparaafranca.blogspot.com/ - mas entrarei aqui uma vez por semana para responder comentários, perguntas, etc... BOA VIAGEM À ITÁLIA!!!

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

A história da Pizza...

E alguém resiste? Em todos os meus anos de vida, conheci pessoas que falavam: eu não gosto de café, eu não gosto de verduras... mas, não gostar de pizza, até hoje não conheci ninguém. Sendo um prato de origem muito antiga, é difícil especificar sua origem.

Uma das teorias seria que, graças a descoberta pelos egípcios (ou são os egípcios ou os gregos) da fermentação da massa de trigo, há mais ou menos seis mil anos, começou-se a enriquecer os pães de forma achatada dom diversos ingredientes, como azeitonas, ervas aromáticas, etc...

Os fenícios também fazem parte desta história, pois acrescentavam coberturas de carne e cebola ao pão. Os turcos muçulmanos adotaram este costume na Idade Média e por causa das cruzadas essa prática chegou à Itália pelo porto de Nápoles (Ahhhhh!).

Mas, a pizza que conhecemos hoje foi “inventada” pelos italianos que acrescentaram o tomate – descoberto na América e levado a Europa pelos espanhóis. Nesta época, a pizza parecia um calzone (dobrada ao meio em forma de sanduíche) e era o alimento de pessoas humildes no sul da Itália. Servida com ingredientes baratos, a pizza tinha como objetivo matar a fome de parte da população pobre do país.

Com a criatividade dos padeiros da região, a pizza recebeu azeite de oliva, alho, queijo, anchova e peixes frito. Coisa boa cria fama muito rápido: sendo assim, surgiu em Nápoles a primeira pizzaria que se tem notícia: a Port’Alba, ponto de encontro de artistas da época, originando a verdadeira pizza Napolitana.

Um outro dado curioso, é sobre o nascimento da pizza Margherita: em 1889, o rei Umberto I e a Rainha Marguerita passaram o verão em Nápoles e a rainha estava entusiasmada para provar o prato típico da região. Foi chamado ao palácio o famoso pizzaiolo Don Raffaelo Esposito que preparou e inventou vários sabores de pizza para o casal real. O que mais chamou a atenção da rainha foi uma preparada com ingredientes que ressaltavam as cores da Itália: verde (manjericão), branco (muzzarella) e vermelho (tomate). Esperto, Don Raffaelo batizou a pizza com o nome da Rainha...

E, com esses fatos iniciais, a pizza ganhou o mundo...
Agora, fala a verdade: não dá para resistir mesmo, não é? Gelattos e pizzas... vou precisar de dois bancos na viagem de volta...

Fontes: Wikipédia e Portal São Francisco.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Milhas - Segunda dica...

Pessoal, lembram que eu comentei a respeito sobre milhas - e conseguir sua passagem para a Europa de graça? http://toindoparaaitalia.blogspot.com/2010/09/milhas-sua-passagem-pode-sair-de-graca.html

Então, mais uma dica: os Postos Ipiranga possui a promoção KM DE VANTAGENS. Você faz um pequeno cadastro e, toda vez que for abastecer nos postos Ipiranga, você fornece seu CPF e ganha pontos que podem ser convertidos em milhas da TAM.

No próprio site, você pode cadastrar o seu posto Ipiranga favorito... assim, quando você abastecer neste posto, você ganha os pontos EM DOBRO...

Vejam no site como participar:
http://www.kmdevantagens.com.br/

Como eu mencionei no outro post, de grão em grão... sua passagem pode sair de graça! É uma ajuda e tanto não?

Santa Maria della Concezione dei Cappuccini

Boa noite pessoal,

Sei que estamos falando de Milão, organização do roteiro, etc... mas, não poderia deixar de postar sobre isso: quando eu era criança, vi uma reportagem no globo repórter ou no fantástico - não lembro - de uma cripta que era feita com dezenas de milhares de ossos de pessoas... Aquilo ficou marcado na minha memória... e hoje, passando por alguns sites, lembrei que esta cripta fica em Roma... e claro que irei visitar! Abaixo, informações sobre a cripta do Wikipédia:

Santa Maria della Concezione dei Cappuccini, ou Nossa Senhora da Conceição dos Capuchinhos, é uma igreja em Roma, Itália, encomendada pelo Papa Urbano VIII, cujo irmão, Antonio Barberini, era um frei capuchinho. Está localizada a Via Veneto, perto da Piazza Barberini.

A cripta está localizada embaixo da Santa Maria della Concezione, uma igreja encomendada pelo Papa Urbano VIII em 1626. O irmão do Papa, Cardeal Antonio Barberini, que era da ordem dos Capuchinhos, ordenou, em 1631, que os restos de milhares de freis Capuchinhos fossem exumados e tranferidos para a cripta. Os ossos foram colocados ao longo das paredes e os freis começaram também a enterrar seus próprios mortos lá, bem como os corpos de Romanos pobres, cujas tumbas ficavam embaixo do chão da atual capela das Missas.

A cripta, ou ossário, contem agora os restos de 4.000 freis enterrados entre 1500-1870, um tempo no qual a Igreja Católica permitia enterros embaixo e dentro de igrejas. A cripta subterrânea é dividida em cinco capelas e os ossos são dispostos de forma elaborada, tranformando o espaço em uma macabra obra de arte. Alguns esqueletos estão intactos e ainda vestidos em hábitos franciscanos.

Uma placa em uma das capelas diz em três línguas: "O que você é agora, nós um dia fomos; o que somos agora, você será um dia.". Este é um memento mori.

A igreja foi constrída entre 1626 e 1631 e contem obras de artistas famosos como Guido Reni, Gherardo delle Notti, Mario Balassi, Lanfranco, Domenichino, Baccio Ciarpi, Sacchi, Rusconi, Andrea Camassei, Girolamo Muziano, Alessandro Turchi e Pietro da Cortona.

Uma volta pela cripta: http://www.youtube.com/watch?v=xlK0frpbh5s&feature=player_embedded

A Cripta dos capuchinhos

Site turístico de Roma

Em inglês, italiano, francês e alemão...

http://en.turismoroma.it/

domingo, 19 de setembro de 2010

01º dia - ROTEIRO FINAL - Milão

- EMPRESA ÁEREA: IBERIA
- CIDADE: MILÃO

- Chegada no aeroporto de Malpensa - 14:30 (previsão)
Está localizado aproximadamente a 50km do centro do centro de Milão.
Site: http://www.sea-aeroportimilano.it/.
Telefone: +39 (02) 74867754

- TRANSPORTE – DO AEROPORTO AO CENTRO DE MILÃO-
Opção 1:
Malpensa Express - É um trem que liga o Terminal 1 do aeroporto diretamente ao centro de Milão, Stazione Cadorna. E de lá é só pegar o metro e descer em Milano Centrale.
O trem para também em Milano Bovisa, Saronno e Busto Arsizio.
Freqüência de 30 min e o percurso dura 40 min.
O trem custa 11euros e o metrô 1 euro.
http://www.malpensaexpress.it/

Opção 2:
Ou de ônibus até a estação central – preço: 7,5 euros
http://www.malpensashuttle.it/

Uma outra opção é o táxi: O táxi do Aeroporto de Malpensa até o Centro de Milão (cerca de 40 minutos), custa 93 euros (acho melhor não né??? rs). Autoradio - Taxi : 02 8585

VOU DE ÔNIBUS
Total gasto: 7,5 euros

- TRAJETO ATÉ O HOTEL

- HOTEL: MILAN CENTRAL FLAT - http://www.milancentralflat.it/
Endereço: Chegando na estaçao Central - podem procurar no mapa a via Tonale e via Ponte Seveso (se pensam de chegar ate la caminhando). Atravessando via Tonale e andando pela via Ponte Seveso - se chega a via Schiaparelli. O apartamento é na frente da Estação de Polícia.
Total gasto: 70 euros a diária

- FAZER O CHECK IN;

- CAMINHADA PELA CIDADE - Tomar cuidado com as pessoas com o bracelete da AMIZADE. Eles colocam este bracelete em você – difícil de tirar – e te seguem até você fazer uma doação para alguma instituição. Tomar um gelatto.
Total gasto: 2,50 eutos

 - ENCONTRAR UM SUPERMERCADO OU UM ALIMENTARI - Nele, comprar pão, prosciutto cotto (presunto cozido) ou prosciutto crudo (presunto cru) ou salame. No próprio lugar, eles podem montar o sanduíche pra você ou senão, monte você mesmo. Comprar dois: um para o almoço e outro para o lanche da tarde.
Total gasto: 1 euro (dois pães); 4 euros por 2 etto (200 gramas) de presunto;
Total gasto: 5 euros.

 - JANTAR:
Encontrei uma barbada: como a Galleria Vittorio Emanuele II. Lá você consegue o inimaginável: jantar bem por cerca de € 10 no Il Salotto di Milano - http://www.il-salotto.it/.
Total gasto: 10 euros.

- CAMINHAR PELA CIDADE

- VOLTAR PARA O HOTEL

TOTAL GASTO NO 1º DIA:
Hotel - 70 euros - quarto duplo (conta 35 euros por pessoa)
Gastos individuais: 25 euros
Margem: 20 euros (cafés, guias, folhetos...)

TOTAL GERAL: 80 euros

sábado, 11 de setembro de 2010

Milão - Milano - Milan - Atrações Turísticas - 02

CENACOLO VINCIANO –
Santa Maria Delle Grazie
Endereço: Piazza Santa Maria delle Grazie, 2
Site: http://www.grazieop.it/
Para comprar o ingresso para ver a Última Ceia: http://www.cenacolovinciano.org – clique em Official Website – após clique em Il Cenacolo Si Svela Sul Web (canto direito) – após clique em Per saperne di piú (embaixo do texto) – pronto: você está na página para comprar o bilhete on line. Muitos guias informam o site com o final .IT (Itália), mas é .ORG.
Horário: com visita pré-agendada - ter a dom das 8h15 às 19h.
Preço: 6,50 euros mais 1,5 pela reserva
IMPERDÍVEL. Um dos lugares mais visitados de Milão, devido a um grande motivo: é neste convento renascentista que está a famosa pintura de Leonardo da Vinci – A Última Ceia. A pintura deteriorou-se muito com o tempo pois é quase impossível deter a escamação... Mais um grande motivo para vê-la, antes que desapareça. LEMBRE-SE: É obrigatório fazer reserva antes (site ou fone: +39 02 92800360). Será informado um código e a hora de entrada. O ingresso é pago no dia da visita. É recomendável chegar com 30 minutos de antecedência.


QUADRILÁTERO DE OURO
Endereço: O quarteirão fica entre as vias Monte Napoleone, della Spiga, Manzoni e Corso Venezia.
Horário: Diariamente
Preço: Gratuito (se você não quiser comprar nada na Louis Vuitton, Chanel, rs...)
O referencial de moda da Itália. É aqui que estão concentradas todas as grifes famosas do mundo: Chanel, Dolce e Gabbana, Armani, Versace... Posso não comprar absolutamente nada, mas, pelo o que vi e li, vale o passeio... até porque quero ver com meus próprios olhos alguém comprando uma bolsa por 3 mil euros...


Fine... E Milão é isso... como comentei, Milão deve ter muito mais, com certeza. Mas, esses pontos são os principais para mim. Ficarei quatro dias em Milão (dois na própria cidade, o terceiro eu vou para Turim e o último para Como). O primeiro dia a gente nunca conta muito, devido a chegada do avião, translado até o hotel, check in, etc... é um pouco cansativo... O que der para ver no primeiro dia: ótimo! Senão, temos mais um... e, como comentei, quero fazer tudo com calma, sem muita pressa... tomar meu café sossegado, ver as pessoas passarem... aí – em minha opinião – está a graça: sentir a cidade e não somente vê-la.

Próxima post: Hospedagem em Milão...

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Milhas - sua passagem pode sair de graça...

Pessoal,
Estava vendo sobre as milhagens - aqueles pontos que você acumula utilizando seu cartão de crédito - e pode ser uma forma interessante de ganhar - pelo menos um trecho - da sua passagem para a Itália.... Veja quantos pontos você precisa para viajar para Europa:

Baixa Estação:
Europa - classe econômica - ida ou volta: 30.000; ida e volta: 60.000;

Alta Estação:
Europa - classe econômica - ida ou volta: 40.000; ida e volta: 80.000;

Pode parecer muito, mas existe promoções que você comprando com um cartão, ganha o dobro de pontos, etc... e, quando você transfere os pontos para o cartão de milhagem - um exemplo: a TAM - você tem dois anos para usá-los... ou seja, em dois anos você pode conseguir até um trecho, que já é uma grande ajuda, não é? Informe-se com seu banco sobre isso e aproveite!

Agora, eu vou na padaria comprar o pão nosso de cada dia e a atendente pergunta: "Deu 2 reais... vai pagar como?" e eu: "No cartão de crédito"... De ponto em ponto eu vou para a Itália de graça... rs

Abraços a todos e obrigado pelas visitas!

Site fantástico!

Dica - e achado - do Eduardo:
www.blogbelavida.pop.com.br
Notícias, artes, cultura... ou seja, uma página para se deliciar com a Itália!!!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Cultura em Milão

Cinema, Música, Teatro, Arte... em Milão?
www.milanocultura.com

Milão - Milano - Milan - Atrações Turísticas - 01

Boa tarde Pessoal,
Agora, começamos com as atrações da cidade de Milão... Informo que postarei as atrações mais importantes da cidade e as encaixarei no meu ROTEIRO FINAL. Vejam: por experiência, sei que a cidade tem muito mais a oferecer do que somente o que está nos guias... mas isso, saberei - e claro, postarei nos mínimos detalhes - somente quando eu chegar lá. Por enquanto, aqui teremos o principal. Todas as informações, como preço, sites e horários, foram checados nos respectivos sites oficiais das atrações. Então, peguem a caneta, bloquinho na mão, cliques de mouse e vem comigo:

DUOMO
Endereço: Piazza Del Duomo.
Site: http://www.duomomilano.it/
Horário: Diariamente das 8:30 às 18:45
Preço: Gratuito
Com certeza é o centro de Milão. O Duomo de Milão é uma catedral gigantesca e uma das maiores igrejas góticas do mundo. Sua construção durou mais de 500 anos. O seu extraordinário telhado possui 135 agulhas e numerosas estátuas e gárgulas. É considerada a terceira maior igreja do planeta. A catedral é imensa, com 157 m de comprimento e 109 m de largura. O interior possui cinco naves com uma altura que chega aos 45 metros, divididas por 40 pilares.


GALERIA VITORIO EMANUELE
Endereço: As principais entradas estão na Piazza del Duomo e na Piazza della Scala.
Horário: Diariamente
Preço: Gratuito
A galeria mais chique de Milão. Sua estrutura de vidro, com lojas e elegantes cafés é um dos pontos de encontro da cidade. Seu formato de cruz abriga algumas lojas de marcas famosas. Os mosaicos no chão são imperdíveis.


TEATRO ALLA SCALA
Endereço: Piazza della Scala
Site: http://www.teatroallascala.org/
Horário: De terça a domingo – 9h às 12h30 e 13h30 às 17h30
Preço: 5 euros – para o Museo Teatrale alla Scala
O famoso teatro Scala, inaugurado em 1778, é uma das casas de óperas mais conceituadas do mundo. Dentro do teatro, está o Museo Teatrale alla Scala, onde você pode encontrar fotos e pertences de artistas famosos.


CASTELO SFORZESCO
Endereço: Piazza Castello
Site: http://www.milanocastello.it/
Horário: Diariamente - 9h às 18h
Preço: Gratuita – exceto para os Museus do Castelo (3 euros). Gratuita 1 hora antes do fechamento nas ter/qui/sáb/dom, ou a partir das 14h, às sextas.
Castelo construído por Francesco Sforza, passou por dezenas de restaurações e abriga hoje uma coleção de arte muito interessante, com destaque para a Pietá Rondanini de Michelangelo.


PINACOTECA DI BRERA
Endereço: Via Brera, 28
Site: http://www.brera.beniculturali.it/
Horário: De terça a domingo, 8h30 às 19h15
Preço: 11 euros.
É considerado o melhor acervo de Milão. Erguido no século 17, o prédio abriga uma das melhores coleções de arte da Itália. Rafael, Mantegna, Canaletto, Tintoretto, Veronese e um dos meus preferidos: Caravaggio. Deve-se a Napoleão, que usou o local como depósito das obras confiscadas.


Fontes: sites de turismo, Guia da Folha de São Paulo e sites oficiais das atrações.

Próximo post, a segunda parte das atrações de Milão.

sábado, 4 de setembro de 2010

Site das Estações da Itália

http://www.grandistazioni.it/

Aproveitem!

Milão - Milano - Milan - APRESENTAÇÃO

Pessoal,

Agora que estou com as cidades bases - e os dias que ficarei em cada uma - definidas, vou começar a detalhar um pouco da história de cada cidade, pontos turísticos imperdíveis e o que não podemos deixar de fazer em cada uma.

Depois de um gostinho oferecido no último post, com vídeos turísticos, vamos começar com a PRIMEIRA CIDADE BASE: MILÃO - A cidade da moda...

MILÃO
Localização: ocupa uma zona na parte ocidental da região de Lombardia, na Planície Padana. É limitada pelos rios Ticino - a oeste, Adda - a leste, Pó - ao sul e pelo Lago de Como e a fronteira com a Suiça ao Norte.

Em italiano: Milano - em milanês: Milan. É uma comuna italiana, capital da região da Lombardia. Esta região estende-se dos Alpes, na fronteira com a Suiça, até a ampla planície do rio Pó, passando pelos lagos de Como e Maggiore. Centro da moda, dos negócios e das finanças, Milão é uma cidade intensa, mais ativa do que atraente, ela é o coração da economia italiana. Atualmente, Milão é o local ideal para quem quer apreciar o auge do estilo italiano. Sua região metropolitana é a maior e a mais populosa da Itália, cobrindo uma área equivalente a Paris.

É conhecida mundialmente como uma das capitais do design, tornando-se uma das principais cidades do mundo. É famosa por suas casas e lojas de moda, possuindo o shopping mais antigo do mundo: a Galleria Vittorio Emanuele. Além dos grandes monumentos, como a catedral e o castelo, Milão oferece uma interessante variedade de museus, igrejas e edifícios cívicos, criando uma mistura do novo e do antigo. Chique e movimentada, a metrópole apresenta intensa agenda cultural, considerada uma das capitais das artes.

Mas, como ela surgiu? Milão foi fundada sob o nome de Mediolanum pelos Insubres, um povo celta. Logo após, os romanos tomaram posse da cidade em 222 a.C., tornando-se muito importante sob o domínio romano.

Uma curiosidade: No verão do ano de 569, os Lombardos - um povo germânico originário no Norte da Europa que colonizou o vale do Danúbio e, a partir dali, invadiu a Itália bizantina, em 568, sob a liderança de Alboíno - conquistaram Milão... É deles que se deriva o nome da região da LOMBARDIA.

Em 1447, Filippo Maria Visconti, duque de Milão, morreu sem um herdeiro do sexo masculino; com o fim da linhagem dos Visconti, a República Ambrosiana foi promulgada. O nome da República Ambrosiana provém de Santo Ambrósio, santo padroeiro popular da cidade de Milão. As facções Guelfos e Gibelinos trabalharam juntos para criar a República Ambrosiana em Milão. No entanto, a República desmoronou quando em 1450, Milão foi conquistada por Francesco Sforza, da Casa de Sforza, que fez de Milão uma das cidades mais importantes do Renascimento italiano.

Milão também foi assolada pelas conseqüências da Peste Negra: De 1629 a 1631, a Grande Peste de Milão matou um número estimado de 60.000 pessoas, em uma população total de 130.000. Mesmo assim, Milão, como várias outras cidades da Europa, iniciaram uma recuperação crescente para seu desenvolvimento urbano.

Já em 1796, a cidade foi conquistada por Napoleão, que fez dela a capital do seu Reino na Itália, em 1805. Ele foi coroado na Catedral de Milão - o nosso velho conhecido Duomo. Após a ocupação de Napoleão, o Congresso de Viena devolveu Milão, em 1815, para o controle austríaco... Durante este período, Milão tornou-se um centro importante de ópera, com visitas de diversos nomes importantes, como Mozart, Donizetti, Bellini e Verdi.

Com a insatisfação dos milaneses contra o governo austríaco, os nacionalistas italianos queriam a unificação italiana e, apoiados pelo Reino da Sardenha, exigiram a retirada da Áustria. Sardenha e França e derrotaram a Áustria na famosa Batalha de Solferino, em 1859.

A Segunda Guerra chegou e Milão sofreu diversos bombardeios britânicos e americanos. Após a Guerra, a cidade começou a prosperar e atingiu o ápice nos anos 50 e 60 com o chamado "milagre econômico".

Para conhecer Milão:

Uma fantástica volta em 3D:
http://www.youtube.com/user/YourWorldIn3D#p/u/4/hDN0a8h_lmk

Site oficial de Milão:
http://www.comune.milano.it/

Turismo:
http://www.milanoinfotourist.it/
http://www.turismo.milano.it/ (Ótimo)

Próximos posts:
- As atrações imperdíveis de Milão;
- Hospedagem;
- Super Dicas;
- Estruturação do 1º dia do meu roteiro, com chegada em Milão.

Abraços a todos!

Fonte do texto: Síntese e resumo de textos da Wikipédia e livros de história européia.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Milão - Milano - Milan - INÍCIO

Boa tarde pessoal,
A partir de agora, começarei a postar sobre as cidades que visitarei na Itália. Paralelamente, irei construindo meu ROTEIRO FINAL, que ficará no marcador do blog com o mesmo nome...

Para começar essa viagem histórica, cultural e cheia de dicas, vamos conhecer Milão no meu próximo post, a cidade onde iniciarei minha jornada italiana.

Como um pré-início, alguns vídeos sobre a cidade da moda...

A estudande Marcela Carvalho conduz você em um giro por Milão. Ela mantém o foco na moda, mas é um vídeo que revela e mostra alguns cartões postais imperdíveis:
http://www.youtube.com/watch?v=VRDAZ7aLrQI

Um vídeo turístico. Para quem não gosta da Laura Pausini, desligue o som... rs
http://www.youtube.com/watch?v=T22D2n5qMhw&feature=related

Um passeio pelos pontos turísticos... agora com som natural:
http://www.youtube.com/watch?v=9J62xhKOX9g

Obrigado pelas visitas e aguardem as novidades!
abração

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Gelato!!!

Tenho certeza absoluta que irei voltar - no mínimo - uns 10kg mais gordo devido a uma única razão: os gelatos italianos... Como vai estar um calor muito forte (fui para a Espanha no mesmo período - julho - e fiquei louco com os granizos: raspadinhas de gelo com suco), tenho certeza que vou gastar alguns euros em gelatos... Vamos a um pouco de história:

A história do gelato remonta a sobremesas congeladas servidas na Roma antiga, feitas de gelo e neve de montanhas, que eram preservadas abaixo do solo. A origem é chinesa, onde preparavam uma espécie de raspadinha, feita com uma mistura de leite e arroz, que depois era congelada na neve.

No século 13, o explorador veneziano Marco Polo se surpreendeu com a iguaria e levou a receita para a Itália. Mais tarde, os gelatos apareceram durante os banquetes dos Medicis, em Florença. Foi lá que o arquiteto florentino Bernardo Buontalenti, depois de 200 anos, desenvolveu o sorvete moderno.

Para os italianos, sorvete - gelato - é como o café para os brasileiros: toda hora é hora de parar em uma barraquinha e pedir um. Um copinho, ou um cone, custa em torno de 1,5 a 2 euros. Hoje, o sorvete italiano é considerado o melhor do mundo e em qualquer canto de qualquer cidade você encontra uma gelateria. As duas cidades que competem com o título de melhor sorvete é Florença e San Gemignano. Sabores? Encontrei nos sites os seguintes: de frutas do bosque, limoncello, nutella (minha Nossa Senhora..., tô perdido...rs), tiramisú, morango, amaretto, pistache, etc, etc, etc...

Ótima dica do site Dicas de Roma... um vocabulário para ajudar você a escolher o seu sabor de gelato na Itália :

Cioccolato = chocolate
Nocciola = avelã
Straccilatella = flocos
Limone = limão
Fragola = morango
Crema = creme
Bergamotto = tangerina
Pistacchio = pistache
Mela = maçã
Cocco = coco
Amarena = cereja selvagem
Zabaione = doce a base de ovo, açúcar e licor
Zuppa Inglese = doce tipo tiramisù mas, no lugar do café usa-se licor ou vinho doce
Melone = melão
Vaniglia = baunilha
Liquirizia = alcaçuz
Fiordilatte = nata
Cassata = bolo siciliano feito com ricotta, massa de amêndoas e frutas cristalizadas
Frutti di Bosco = frutas vermelhas
Anguria = melância
Gianduia = chocolate com avelãs
Tiramisù = doce feito com bolachas champagne molhadas no café expresso, creme branco e cacau
Creme Caramel = flan
Panna Cotta = doce tipo manjar
Conno = casquinha
Coppetta = copinho
Panna = chantilly

Nota mental: Não deixar de provar o sorvete em San Gemignano... aliás, nem preciso de nota mental para isso...rs...

E alguém resiste??? Fonte: Sites de gastronomia e nossa fabulosa Wikipédia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...